Quarta, 11 Abril 2018 19:32

Teatro Teresa D'Ávila recebe dois espetáculos diferentes em dois dias

O Teatro Teresa D'Ávila, em Lorena, recebe dois espetáculos diferentes, com base em grandes textos literários. Nos dias 13 e 14 de abril (sexta e sábado), às 20h, as peças “Utopia – 500 anos”, baseada na obra Utopia, de Thomas More, e "A Descoberta das Américas", criada a partir do texto do italiano Dario Fo, Prêmio Nobel de Literatura.

Seguem os releases das duas peças:

Utopia D – 500 anos

Na sexta, 13 de abril, a peça “Utopia D – 500 anos” leva à cena trechos do livro Utopia, de Thomas More, publicado em 1516. A direção de Moacir Chaves aposta em um espetáculo provocador e bem-humorado, com ênfase na comunicação entre palco e plateia, em busca de uma reflexão conjunta. Para isso, convidou dois atores, Josie Antello e Julio Adrião, com muita experiência em comédia e grande desenvoltura no trabalho corporal.

"Vivemos tempos difíceis. Nunca a população brasileira se questionou tanto ou se posicionou tão veementemente sobre a nossa estrutura política, a ética, os direitos humanos e civis, as instituições religiosas e a corrupção. É incrível como um texto escrito há exatos 500 anos torna-se agora mais atual do que nunca. Os questionamentos propostos por Thomas More nos fazem refletir sobre como seria a sociedade ideal e trazem reflexões importantes nos dias de hoje", declara o diretor Moacir Chaves, mestre e doutor em Teatro, com várias peças premiadas.

No livro Utopia, o autor cria uma ilha-reino onde seria possível uma sociedade sem propriedade privada e sem intolerância religiosa, e as condutas sociais seriam regidas pela razão, não pelo autoritarismo do Rei ou da Igreja. A partir do texto do século 16, a peça faz uma reflexão sobre fatos dos séculos 20 e 21, e sobre as possibilidades da vida em sociedade hoje.

Palavra cunhada por More, “utopia” é fruto de uma fusão do advérbio grego ou - “não” - ao substantivo tópos - “lugar” -, com uma terminação latina. No relato, Utopia é uma ilha recém descoberta, situada em alguma parte do Novo Mundo, cuja descrição é feita por um navegante português.

Josie Antello integra, desde 2010, o elenco do espetáculo “Doidas e Santas" de Martha Medeiros, direção Ernasto Piccolo, com Cissa Guimarães e Giuseppe Oristanio.  Julio Adrião tem  diversas participações em curtas e longas no cinema e séries na TV, ganhou o Prêmio Shell/RJ de melhor ator em 2005. 

Serviço: Utopia D – 500 anos
Data: 13 de abril (sexta-feira)
Horários: 20h.
Local: Teatro Teresa D’Ávila (UNIFATEA): Av. Doutor Peixoto de Castro, 539, Lorena- SP.
Ingressos: R$ 40 e R$ 20. Meia-entrada: estudantes, pessoas acima de 60 anos, professores da Rede Pública de ensino e professores e funcionários do UNIFATEA/IST.
Bilheteria: de 2ª à 6ª, das as 15h às 18h30, (12) 2124-2922
Classificação: 14 anos

 

A Descoberta das Américas

No sábado, 14 de abril, a peça "A Descoberta das Américas", baseada no texto original do italiano Dario Fo, Prêmio Nobel de Literatura em 1997, já foi vista por mais de 250 mil pessoas em cerca de 400 apresentações pelo Brasil e exterior. Em 2015, o espetáculo foi vencedor do Prêmio Shell de Melhor Ator e eleito pelo jornal O Globo uma das 10 melhores peças do ano. Com uma atuação intensa e despojada, o espetáculo solo de Julio Adrião narra, com rude ironia, uma outra versão da nossa história, que leva o público a uma inesperada reflexão sobre o período inicial da colonização do Novo mundo.

Sob a direção de Alessandra Vannucci , a peça conta a história de um condenado, Johan Padan, rústico, esperto e carismático, que escapa da fogueira da inquisição e embarca numa das caravelas de Cristóvão Colombo. No Novo Mundo, nosso herói sobrevive a naufrágios, testemunha massacres, é preso, escravizado e quase devorado pelos canibais. Com o tempo, aprende a língua dos nativos, cativa-os e safa-se fazendo “milagres” com alguma técnica e uma boa dose de sorte. Venerado como filho do sol e da lua, catequiza e guia os nativos numa batalha de libertação contra os espanhóis invasores.

Serviço: A Descoberta das Américas

Data: 14 de abril (sábado)
Horários: 20h.
Local: Teatro Teresa D’Ávila (UNIFATEA): Av. Doutor Peixoto de Castro, 539, Lorena- SP.
Ingressos: R$ 40 e R$ 20. Meia-entrada: estudantes, pessoas acima de 60 anos, professores da Rede Pública de ensino e professores e funcionários do UNIFATEA/IST.
Bilheteria: de 2ª à 6ª, das as 15h às 18h30, (12) 2124-2922
Classificação: 16 anos