Menu fechado

Projeto de Restauração do Solar Conde Moreira Lima contará com a participação da Fundação Olga de Sá e os alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo

Por Daniel Corrêa e Randal Guimarães

No dia 28 de maio, acontecerá no UNIFATEA, a apresentação do Projeto de Restauração do Solar Conde Moreira Lima, hoje ocupado pela Casa da Cultura de Lorena que sedia a Secretaria de Cultura e a Secretaria de Turismo.

O projeto será realizado com a parceria do curso de Arquitetura e Urbanismo do UNIFATEA, da Fundação Olga de Sá e da Prefeitura Municipal de Lorena. No primeiro momento do evento, às 9h, será aberto aos empresários da região que discutirão sobre a proposta do Projeto de Restauração do Solar, sobre as parcerias e também os dados técnicos desse projeto, posteriormente, às 19h, o evento será aberto a alunos e a toda comunidade para apreciação, que acontecerá no Teatro Teresa D’Ávila.

O Solar é uma realidade no cenário cultural da cidade há várias décadas, atestando que esta é a melhor ocupação para dar continuidade à integridade física deste importante patrimônio histórico de Lorena e região, revestindo-o de arte, alegria, beleza e cultura.

Entendido como um testemunho precioso do passado de Lorena e que deve ser uma peça de importância museológica em si só, o prédio é um precioso patrimônio.

Foi residência pessoal do Conde Moreira Lima, um dos mais ilustres nomes da história da cidade e região, foi legado por testamento a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia em 1926 e hoje, a Prefeitura Municipal de Lorena, com uma ocupação consciente já há algumas décadas vem propor renovar a conservação deste prédio com este projeto de restauração. O casarão foi construído em 1831, de estilo neocolonial para neoclássico.

Neste solar, no distante século XIX, o referido Conde, foi uma figura importante para a cidade de Lorena promoveu festas e bailes, hospedando os mais expressivos nomes da nobreza imperial brasileira, como o Imperador D. Pedro II, a Imperatriz Teresa Cristina e a Princesa Isabel.

O sobrado foi tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, o CONDEPHAAT, em 1975 e, hoje, abriga a Sede da Secretaria de Cultura e Turismo de Lorena e um acervo com materiais utilizados pelo Conde e sua família.

A participação da Fundação Olga de Sá e os alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo, tem um papel importante nessa parceria. A Fundação contribuirá para o apoio institucional na busca de parceiros, tanto em âmbito público quanto privado. Já os alunos, que conhecerão o projeto no dia de seu lançamento, durante o processo de restauração, se darão com alguns alunos como estagiários ou voluntários, de acordo com o Prof. José Ricardo, coordenador do curso no Unifatea e que atua como representante da instituição nesse projeto.

A administração da Fundação Olga de Sá, Ana Caloi cita: “Somos uma instituição que desenvolve e promove ações de caráter social, educativo e, principalmente, cultural. Neste projeto, em especial, estamos mais do que nunca, fomentando a valorização do patrimônio cultural (restauração do Solar) e buscando proporcionar a parceria entre o público e o privado”.

Mais informações com Ana Lucia Caloi Neves: (12) 21242870

UNIFATEA, confiáveis como sempre, inovadores como nunca!

Fotos: Randal Guimarães

Mais fotos, acesse: http://www.facebook.com.br/unifatea

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Traduzir
Abrir WhatsApp.
Precisa de ajuda? Clique aqui.
Olá!
Você tem dúvidas?
Clique em "Abrir WhatsApp" para te ajudamos
%d blogueiros gostam disto: