Menu fechado

Projeto de Restauração do Solar Conde Moreira Lima contará com a participação da Fundação Olga de Sá e os alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo

Por Daniel Corrêa e Randal Guimarães

No dia 28 de maio, acontecerá no UNIFATEA, a apresentação do Projeto de Restauração do Solar Conde Moreira Lima, hoje ocupado pela Casa da Cultura de Lorena que sedia a Secretaria de Cultura e a Secretaria de Turismo.

O projeto será realizado com a parceria do curso de Arquitetura e Urbanismo do UNIFATEA, da Fundação Olga de Sá e da Prefeitura Municipal de Lorena. No primeiro momento do evento, às 9h, será aberto aos empresários da região que discutirão sobre a proposta do Projeto de Restauração do Solar, sobre as parcerias e também os dados técnicos desse projeto, posteriormente, às 19h, o evento será aberto a alunos e a toda comunidade para apreciação, que acontecerá no Teatro Teresa D’Ávila.

O Solar é uma realidade no cenário cultural da cidade há várias décadas, atestando que esta é a melhor ocupação para dar continuidade à integridade física deste importante patrimônio histórico de Lorena e região, revestindo-o de arte, alegria, beleza e cultura.

Entendido como um testemunho precioso do passado de Lorena e que deve ser uma peça de importância museológica em si só, o prédio é um precioso patrimônio.

Foi residência pessoal do Conde Moreira Lima, um dos mais ilustres nomes da história da cidade e região, foi legado por testamento a Irmandade da Santa Casa de Misericórdia em 1926 e hoje, a Prefeitura Municipal de Lorena, com uma ocupação consciente já há algumas décadas vem propor renovar a conservação deste prédio com este projeto de restauração. O casarão foi construído em 1831, de estilo neocolonial para neoclássico.

Neste solar, no distante século XIX, o referido Conde, foi uma figura importante para a cidade de Lorena promoveu festas e bailes, hospedando os mais expressivos nomes da nobreza imperial brasileira, como o Imperador D. Pedro II, a Imperatriz Teresa Cristina e a Princesa Isabel.

O sobrado foi tombado pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, o CONDEPHAAT, em 1975 e, hoje, abriga a Sede da Secretaria de Cultura e Turismo de Lorena e um acervo com materiais utilizados pelo Conde e sua família.

A participação da Fundação Olga de Sá e os alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo, tem um papel importante nessa parceria. A Fundação contribuirá para o apoio institucional na busca de parceiros, tanto em âmbito público quanto privado. Já os alunos, que conhecerão o projeto no dia de seu lançamento, durante o processo de restauração, se darão com alguns alunos como estagiários ou voluntários, de acordo com o Prof. José Ricardo, coordenador do curso no Unifatea e que atua como representante da instituição nesse projeto.

A administração da Fundação Olga de Sá, Ana Caloi cita: “Somos uma instituição que desenvolve e promove ações de caráter social, educativo e, principalmente, cultural. Neste projeto, em especial, estamos mais do que nunca, fomentando a valorização do patrimônio cultural (restauração do Solar) e buscando proporcionar a parceria entre o público e o privado”.

Mais informações com Ana Lucia Caloi Neves: (12) 21242870

UNIFATEA, confiáveis como sempre, inovadores como nunca!

Fotos: Randal Guimarães

Mais fotos, acesse: http://www.facebook.com.br/unifatea

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: