Menu fechado

EMPATIA – você compreende o outro?

Por Érica Moraes

O ser humano está em constante transformação, sempre aprendendo algo ou até mesmo ensinando. A empatia transcende o ato de se colocar no lugar do outro, voltado à compreensão humana. No mundo em que estamos vivendo cheios de desafios, períodos incertos, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC), tem como objetivo fazer com que os estudantes ao decorrer da educação básica tenham 10 competências desenvolvidas, dentre elas está a Empatia. A empatia é essencial para a qualidade da vida social; e por meio dela que se mostra: a afeição na adversidade do outro, ouvir e estar sempre disposto a entender o outro sem preconceito.

As crises, adversidades, tornam as pessoas mais ansiosas pelo fato delas não saberem o que fazer diante de problemas que não conseguem ver solução, e essa preocupação em praticar empatia é justamente para fazer com que o outro sinta-se menos solitário e mais conectado com a essência do ser humano e consequentemente quem pratica, recebe um equilíbrio emocional. E porque não começar ainda hoje a ser mais empático? Que tal ver algumas dicas simples para o nosso cotidiano:

  • Seja gentil

Tudo bem não conseguir fazer o que planejou para o dia, mês ou ano. Seja gentil com você mesma e com as outras pessoas, pois quanto mais gentil formos, mais entenderemos que não é o muito fazer e sim ser que realmente importa. Produza no seu tempo, a sociedade já enxerga muito o exterior, se preocupe com interior, pois será ele que vai externar a sua essência.

  • Ajude os outros

Sabe-se que para ajudar o outro é preciso primeiramente se ajudar, mas também quando se faz o bem a alguém por mais simples que seja, resplandece a alegria, satisfação, bem-estar, felicidade. Por isso, pode-se começar nas mínimas coisas, tais como: devolver o troco a mais do supermercado, ceder o lugar no ônibus, uma informação, um conselho, doar alimentos, roupas, emprestar os ouvidos para quem precisa.

  • Demonstre interesse

Mostre que se importa com a pessoa, sempre procurando ouvir mais, por mais bobo que seja uma ideia de alguém sempre se importe, esse tipo de demonstração vai refletir quão importante a pessoa se sentirá. Cultive gentilezas, que logo receberá os frutos que florescerão dentro de você.

Diante dessa pandemia, procuremos ajudar mais os outros, buscar maneiras de nos conectar com o ser humano, mas com essência. A empatia começa em nós, em nos conhecer, saber quem somos e assim externar. Lembra-se, cada pessoa importa, cada sentimento importa e por isso precisamos estar sempre atentos ao nosso redor, pode ter alguém precisando apenas de um sorriso seu nesse momento.

Imagem: Annie Spratt on Unsplash

UNIFATEA, confiáveis como sempre, inovadores como nunca. Agora é EAD!

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: