Menu fechado

Estreia #DiálogosContemporâneos com Prof. Dr. Wellington de Oliveira

Acontece amanhã, dia 23, às 19h30, a estreia do programa #DiálogosContemporâneos com a apresentação do Reitor, Prof. Dr. Wellington de Oliveira.  

Em formato de live, o evento terá como primeiro convidado o Prof. Dr. João Francisco P. N. Junqueira, que irá dialogar com o Reitor a obra Ensaio sobre a Cegueira de José Saramago.  

A obra é um romance escrito pelo português José Saramago, e foi publicada em 1995. Ela narra a história de uma epidemia de cegueira branca que se espalha por uma cidade, causando um grande colapso na vida das pessoas e abalando as estruturas sociais. Já foi traduzida para diversos outros idiomas e se manteve, até os dias atuais, uma das maiores obras do autor, que inclusive foi o único escritor da língua portuguesa a ganhar um Nobel de Literatura. 

O Reitor relata que a escolha da obra foi influenciada pelo momento atual, “Ele é um texto que conversa muito com o momento histórico que estamos vivendo. Ele também traz no teor do desenvolvimento da narrativa a ideia de uma pandemia letal, a grande cegueira branca…” e completou dizendo “A escolha da obra é justamente pensando o que essa pode nos ensinar enquanto desenvolvimento de sociedade, desenvolvimento ético e como nós enfrentamos um problema como esse e nos alinhamos e nos realinhamos em frente a essas vicissitudes.”  

Indagado sobre o objetivo que ele busca alcançar com a realização do evento, Dr. Wellington disse: “O objetivo é justamente abrir perspectivas para discutirmos filosofia, política, literatura, sociedade e ética.” E acrescentou, “A ideia do programa é trazer à baila uma série de questões interessantes propiciando aos sujeitos uma discussão sobre a dimensão subjetiva das realidades dentro das suas perspectivas, dos seus enfrentamentos, e criando novas fronteiras éticas para que nós possamos nos constituir firmemente como sujeitos desse tempo.” 

Para o Prof. Dr. João Francisco, “A literatura ainda continua sendo um ótimo caminho para a humanização das pessoas. Quem lê, quase sempre, é uma pessoa melhor para ela mesma e para as outras.” – disse o professor – “A literatura continua ensinando (ensinamentos difíceis muitas vezes!) e divertindo os seus leitores, além de ser, como acredito, uma grande produtora de complementos de realidade. O que a literatura precisa hoje é de tempo para seus leitores, mas isto fica cada vez mais difícil em nossos tempos.” Concluiu Prof. João. 

Assim como Wellington, João Francisco concorda que a obra escolhida dialoga muito com o momento que estamos vivendo: “Saramago foi perfeito na exposição do que aconteceria numa situação crítica como aquela do livro, e que hoje, vivendo nossa realidade de pandemia, se mostra totalmente coerente e, podemos dizer, praticamente idêntica”. E terminou dizendo que “O leitor consegue refletir na experiência humana criada por Saramago com a sua própria, a real, esta que vivemos agora. E o que assusta é em como ele prevê comportamentos e opiniões correntes em nossos jornais e mídias sociais. Na verdade, esta capacidade de prever comportamentos humanos acontece pelo fato de sermos bastante previsíveis em nossas atitudes.” 

Todos os amantes de literatura e interessados no tema podem conferir pelo Instagram @wellingtondeoliveiraoficial a live nesta sexta-feira, dia 23, às 19h30, e também seguir a página para certificar-se de não perder os próximos eventos!  

É extremamente importante o acontecimento de eventos que incentivam a leitura no momento que estamos vivendo. O país perdeu 4,6 milhões de leitores entre 2015 e 2019, segundo a pesquisa “Retratos da leitura no Brasil” feita pelo Instituto Pró-Livro em parceria com o Itaú Cultural. Isso mostra o quanto a democratização do conhecimento, em parceria com o incentivo ao hábito de leitura é imprescindível no momento atual. 

Leia e viva melhor! 

Por Mateus Pinto Campos – Estudante do 4º período de Jornalismo UNIFATEA 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: