Menu fechado

UNIFATEA oferecerá Ensino Híbrido

A MODALIDADE UNE A FLEXIBILIZAÇÃO DO QUANDO E ONDE ESTUDAR COM A INTERAÇÃO ENTRE PROFESSORES E ALUNOS

Com o crescente desemprego no Brasil, o mercado de trabalho está cada vez mais exigente quanto à qualificação para o preenchimento de uma vaga. Se você apresenta o nível superior tem mais vantagem na hora de disputar um cargo. Contudo, boa parte da população não tem meios ou disponibilidade para frequentar uma universidade cinco dias por semana. Apesar do Ensino a Distância (EAD) ser uma boa alternativa, algumas pessoas não têm a disciplina necessária para estudar sozinho ou não lidam bem com a baixa sociabilização.

Essas considerações levaram o Centro Universitário Teresa D’Ávila (UNIFATEA) a lançar uma novidade em Lorena: a graduação híbrida. Com essa nova modalidade de curso, o estudante assiste parte das aulas de forma remota e outra parte no modo presencial. Isto é, você pode estudar quando e onde quiser, com acesso a toda a plataforma de aprendizagem, aos materiais didáticos, fóruns, videoconferências, chat, wikis, blogs, ferramentas de avaliação on-line e, duas vezes por semana, comparece à instituição para assistir às aulas presenciais e desenvolver atividades práticas.

O modelo de ensino é reconhecido pelo Ministério da Educação desde a publicação da portaria 4.059, em 13 de dezembro de 2004. Para ser caracterizado semipresencial, não mais que 40% das disciplinas ofertadas podem ser integrais ou parciais, as avaliações serão presenciais e as disciplinas devem incluir métodos e práticas de ensino-aprendizagem que incorporem o uso integrado de tecnologias de informação e comunicação para a realização dos objetivos pedagógicos, além de prever encontros presenciais e atividades de tutoria.

Conforme aponta o reitor da instituição, Prof. Dr. Wellington de Oliveira “ esse é um caminho irreversível, pois, muito em breve, os cursos deverão se tornar cada vez mais híbridos. O que em tese pode significar que a educação presencial ofertará mais atividades fora da sala de aula e, na modalidade a distância, os estudantes estarão ainda mais conectados presencialmente.”

Perguntado sobre as vantagens do modelos, o reitor explica que “haverá um ganho substancial para toda instituição na adoção desse modelo, pois com ele existirá cada vez mais integração entre o ambiente físico e o virtual. O ensino híbrido não é uma nova ferramenta de ensino; é uma concepção de que espaços e tempos, hoje, conjugam interesses e interfaces diversas. A realidade de que aprender se associa a formas de conhecer e essas formas acontecem por diversos cenários, pessoas e contextos, é o olhar de uma educação para o futuro.”

Ainda a esse respeito, o reitor considera que “ além de tudo isso que já foi dito, ressalto que o aluno terá essa formação com um custo mais acessível, com a possibilidade de interagir pessoalmente com outros alunos e professores. Experimentará um novo conceito de ensino, alinhado aos novos tempos”.

Também a esse respeito explica a pró-reitora acadêmica, Profa. Dra. Luciani Vieira Gomes Alvareli, que “existem alguns cursos de competência de natureza prática com mais presencialidade que outros. Por isso, os conteúdos e as atividades são constantemente trabalhados de forma integrada e planejada com exercícios interativos na web e atividades dinâmicas presenciais. Em resumo, esse modelo mescla práticas pedagógicas do ensino presencial com a tecnologia e inovação do ensino a distância. Os calouros já ingressarão nessa modalidade a partir de 2021 e os veteranos poderão optar por ela no ato da matrícula.”

O momento em que vivemos está em transformação, alterando ou evidenciando algumas lógicas estabelecidas na gestão empresarial e nas relações comerciais. Por esse motivo ao implementar essa modalidade de ensino, o UNIFATEA cumpre também um papel social, criando oportunidades para que os jovens possam ingressar na universidade.

Imagem capa: Oluwakemi Solaja on Unsplash

UNIFATEA: confiáveis como sempre, inovadores como nunca!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: