Menu fechado

Confira as primeiras impressões dos alunos e professores sobre a Modalidade Híbrida

O ano letivo começou e quais foram as primeiras impressões sobre a modalidade híbrida vista dos professores e alunos do UNIFATEA?

É importante lembrar que o ensino híbrido é um formato que permite que o aluno combine práticas presenciais e remotas, por meio de ferramentas digitais. Esse novo formato também permite que o estudante aprenda de forma individual, sendo protagonista do seu aprendizado e, também, de maneira colaborativa.

A aluna Giovana Rossetti, do 5° período de Rádio, TV e Internet, acredita que o processo de adaptação para o híbrido foi a melhor solução para não interromper a continuidade da aprendizagem, apesar de declarar sentir falta do ensino presencial.

“Acredito que essa adaptação tem sido muito rica no âmbito social. A instituição deu abertura para muitas pessoas que querem estudar e não tem condições. […] O que mais me chama a atenção no ensino híbrido são os professores, nós queríamos muito estar na situação “normal”, nossos professores nos encorajam e nos dão uma base muito legal para manter a motivação de se aprender, mesmo que de uma forma diferente”, afirma Giovana.

Toda essa movimentação reflete diretamente nos professores. A vontade de estar na instituição faz com que os alunos se empenhem e se inspirem mais. É um novo método para uma nova fase.

Para o Prof. Me. Mateus Afonso, essa fase abre portas para novas experiências e vivências. O professor tem criado uma nova estratégia de ensino prático aplicado dentro de casa, e isso faz com que o aluno se sinta protagonista do seu próprio conhecimento. “No curso de Ciências Biológicas eu já conversei com todos os alunos na UC de Química. Vamos fazer vários experimentos em casa, com materiais do cotidiano e de baixa toxicidade. Temos que colocar em prática a ciência perto de nós e não algo inatingível, que só pode ser feito em laboratório.”, afirma o professor.

Ainda, segundo o Professor Mateus, “a palavra de acolhida Metamorfose veio ao encontro desses anseios. Foi preciso mudar e se readequar, mas a esperança de renovação está sempre com nossos alunos”.

Ao implementar essa modalidade de ensino, o UNIFATEA cumpre também um papel social, criando oportunidades para que os jovens possam ingressar na universidade.

A educação pode atingir lugares, pessoas e contextos inimagináveis. Sendo tão adaptável, podemos dizer que a educação sempre foi híbrida. O ensino híbrido é a educação do futuro!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Traduzir
%d blogueiros gostam disto: