Menu fechado

Marcelo se formou na primeira turma de Enfermagem do UNIFATEA, depois de passar um período na Angola, o enfermeiro trabalha em um Centro Cirúrgico no Canadá, confira!

Nascido em Guaratinguetá/SP e formado pelo UNIFATEA em 2005, na primeira turma de enfermagem, Marcelo Pereira da Silva atua em seu segundo emprego fora do país.

Atualmente residindo no Canadá, Marcelo viveu 7 anos e meio na África, mais especificamente em Angola. O desafio foi dividido junto a um grupo de 75 brasileiros na iminência de abrir um hospital particular na capital, promovendo também formação para os enfermeiros locais. Lá, o ex-aluno do UNIFATEA atuava como Coordenador do Centro Cirúrgico, que integrava 10 salas.

Partindo para o Canadá, após 1 ano de sua estadia no país, Marcelo começou a atuar de long term care, que era uma espécie de Programa de Atenção Continuada. Este tipo de ação, ocorre o monitoramento do paciente e de suas condições afim de identificar, de maneira precoce, algum sinal de uma possível doença ou complicação. Posteriormente, conseguiu uma função no Centro Cirúrgico, onde está até hoje.

Ele nos conta que não há arrependimentos em suas escolhas e que sempre houve desafios no caminho. O projeto na África foi interessante para sua carreira e sua jornada até onde está, no Canadá, foi desafiadora. “Estamos aqui falando de uma diferença de um país de terceiro mundo para um de primeiro. Faz uma grande diferença em todos os sentidos! “, conta Marcelo.

“Iniciei minha carreira de enfermagem como técnico e o UNIFATEA me ajudou a ir mais afundo nos conhecimentos sobre a profissão e área, permitindo um fundamento (base) mais sólido para seu conhecimento”, afirma o enfermeiro sobre a importância de sua graduação.

Desejamos todo sucesso sempre para o Marcelo, seja em qualquer lugar do mundo!

Venha fazer enfermagem no UNIFATEA! Clique aqui e se inscreva para o Vestibular 2022. Aqui você alcança o seu sonho!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Traduzir
%d blogueiros gostam disto: