Menu fechado

Carol Ferraz do UNIFATEA ultrapassa barreiras e faz mestrado nos EUA

Ex-aluna da Pedagogia passou pelo PIBIC colocando em prática todos os aprendizados teóricos

Um dito popular diz que para o conhecimento não há barreiras, e para uma ex-aluna de Pedagogia do UNIFATEA, não existe mesmo. Carolina Ferraz, a Carol, está atualmente nos Estados Unidos cursando seu mestrado. 

Mas para chegar lá ela precisou estudar e muito, e para nós do DPCOM ela contou como foi a experiência por aqui. “Foi a melhor decisão da minha vida, foi muito boa. Tive professores excelentes e com metodologias ativas, como Lúcio Tunice, meu orientador Paulo Sena e a Cris Bedendo, com seu olhar atento a todo aluno.”

Ela também destaca sua experiência com o PIBIC – Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica. “A experiência com o PIBIC é maravilhosa. Ela te dá prática, visão geral do que é trabalhar, dificuldades, autonomia, colocar projetos em prática que funcionam ou não. Quem faz o PIBIC, entra preparado para o mercado de trabalho, digo pelas soft skills (habilidades interpessoais), ao mesmo tempo que você é atuante e protagonista existe a professora titular, assim você pode observar os desafios  que vão além do aprender. Recomendo que todos façam”, diz Ferraz.

O PIBIC  proporciona o levantamento de dúvidas e casos reais em salas de aula da rede pública para a universidade, criando um momento de discussão para propor soluções e aprendizados. Carol realizou o começo do mestrado no UNIFATEA e se mudou para continuar nos Estados Unidos, para aperfeiçoar o inglês e atender melhor às necessidades dos seus alunos. Os trabalhos voluntários realizados na instituição contribuíram na sua carreira profissional e pessoal.

           A convivência social foi um trabalho realizado para comunidades carentes que não possuem  acesso à língua estrangeira, ressaltando a importância dessa de forma lúdica. Esses projetos sociais, influenciaram na forma de lidar com situações diversas na educação. Carol fez uma matéria de Educomunicação no mestrado do UNIFATEA e se mudou para os EUA para se especializar em ‘Master in Higher Education’, a gestão e retenção de alunos que não moram dentro da Universidade. Os estudos atuais estão sendo feitos em Merrimack College, School of Science & Engineering, em Massachusetts.

          O processo de Mestrado nos Estados Unidos é diferente do realizado no Brasil. Isso porque, lá é necessário uma carta de referência profissional, por isso o e-book realizado por Carol Ferraz no trabalho de conclusão de curso influenciou. “Isso teve um peso muito grande, eles adoraram o e-book que desenvolvi.  Os trabalhos voluntários e PIBIC no UNIFATEA contaram para que eu fosse aceita”, explica a mestranda.

O UNIFATEA, capacita os acadêmicos para o mercado de trabalho e auxilia na formação pessoal, trabalhando os valores humanos e sociais.

Confira a apresentação dela na Universidade: https://www.instagram.com/p/CisbgJhOEFP/?igshid=NzNkNDdiOGI=

 

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Traduzir
Abrir WhatsApp.
Precisa de ajuda? Clique aqui.
Olá!
Você tem dúvidas?
Clique em "Abrir WhatsApp" para te ajudamos
%d blogueiros gostam disto: